Valorização do Ensino Profissional

A oferta de cursos profissionais na região de Viseu Dão Lafões é muito variada e uma grande mais valia para o futuro dos jovens.

Nos 14 concelhos da CIM Viseu Dão Lafões existem 25 escolas que ministram cursos profissionais de nível IV, podendo resultar na melhor opção para os alunos demonstrarem o seu talento e adquirirem conhecimentos especializados numa determinada área profissional.
Para além disso, estes cursos estão alinhados com as oportunidades de emprego existentes no território em diferentes setores.
Neste guia podem conhecer-se todos os cursos, as competências que permitem desenvolver e as profissões a que dão acesso.

> DOWNLOAD BROCHURA

“A oferta educativa e formativa de ensino profissional no território de Viseu Dão Lafões divide-se em 6 áreas. Com qual se identifica mais?”

CURSOS PROFISSIONAIS

TURISMO & RESTAURAÇÃO

Este é um setor que tem crescido muito no nosso país e em Viseu Dão Lafões não  faltam oportunidades de emprego nesta área!

AGROALIMENTAR & SERVIÇOS

Os setores agroalimentar e de serviços têm um elevado impacto na economia e um forte potencial de emprego na nossa região.

INDÚSTRIAS CRIATIVAS

Atualmente vivemos na Era da Criatividade e esse é o grande fator de diferenciação da economia e de desenvolvimento da sociedade…

INDÚSTRIA & ENERGIA

A produção industrial e as energias renováveis são setores muito competitivos no mercado global e são responsáveis pela inovação, internacionalização e elevado potencial de exportação de muitas empresas na região.

TECNOLOGIA, ELETRÓNICA & INFORMÁTICA

Grande parte das profissões do século XXI estarão ligadas à áreas do digital e das tecnologias de informação e de comunicação e em Viseu Dão Lafões esta é uma área de conhecimento e de especialização que serve os mais diversos setores.

SERVIÇOS SOCIAIS, SAÚDE & BEM ESTAR

Os serviços sociais e de saúde e bem estar serão sempre necessários, pois todas as pessoas, mais tarde ou mais cedo, precisam de cuidados!

e-Cidadania

Viseu e-Cidadania

O Projeto Viseu e-Cidadania visa implementar um conjunto de atividades multidisciplinares nas áreas do ambiente e sustentabilidade, educação patrimonial, educação financeira e  acessibilidade para todos e saúde bem-estar  e natação desenvolvidas em sub projetos, destinados a toda a comunidade educativa das Escolas do Concelho de Viseu.

Subprojetos:

  • Viseu In Rio
  • Põe as Mãos na Massa
  • Projeto Passa Palavra – o Património é nosso
  • Ver e Aprender a Sentir Mais Longe
  • A Escola Vai à piscina – Natação
  • Clube das Moedas
  • Xadrez nas Escolas e nos Museus
  • Observatório do Bem-Estar

 

OBJETIVOS

  • Conhecer o bem-estar psicológico e outros indicadores de saúde mental dos alunos nas escolas do concelho de Viseu
  • Melhorar os níveis de bem-estar psicológico dos alunos com indicadores de risco promovendo competências de inteligência emocional e gestão de stress
  • Sensibilizar a comunidade em geral para a saúde mental nas crianças e jovens e a sua relação com o sucesso educativo
  • Realizar estudos e conferências sobre o bem – estar dos alunos e famílias
  • Dinamizar atividades educativas, culturais e desportivas valorizando o ambiente
  • Envolver as escolas e sensibilizar as famílias para a conservação preventiva do Património
  • Interiorizar a necessidade de uma atitude crítica e preventiva em relação ao Património
  • Implementar o código Color ADD, como forma de inclusão de alunos Daltónicos
  • Transformar todas as Bibliotecas do Concelho em Bibliotecas Inclusivas Color ADD
  • Promover a inclusão através de aulas de natação para alunos com Necessidades Educativas Especiais
  • Incentivar a educação ambiental e da educação para a cidadania
  • Fomentar competências de educação da poupança e financeira nos alunos

PÚBLICO-ALVO

  • Alunos e professores do Pré Escolar ao Ensino secundário e profissional

ATIVIDADES OU INICIATIVAS A DESENVOLVER/DESENVOLVIDAS

  • 4º Rastreio da Visão para todos os alunos do 3º ano – (2017.18)
  • 5º Rastreio da Visão e Daltonismo, para os anos do 3º ano, 9º e todo os secundário (2018.19)
  • 6º para todos os alunos do 3º ano – (2019.20)
  • Aplicação do Código Color ADD nas Bibliotecas escolares do concelho; (2017.18 + 2018.19 + 2019.20)
  • Produção de um Relatório Referencial do Daltonismo no Concelho de Viseu – (2019.20)
  • 1 Publicação de um artigo sobre as ações desenvolvidas no âmbito do Projeto “Ver e Sentir as Cores” no Boletim Rede Portuguesa das Cidades Educadoras, nº 34, de 2018;
  • Entrega de 5525 KITS Promocionais do Código ColorADD – (2017.18 + 2018.19)
  • 144 sessões de natação adaptada; (2017.18 + 2018.19)
  • 35 Workshops de “Papel de Semente” e “Tira Nódoas Ribeirinha” – (2018.19)
  • Exposição “Do Desperdício à Criatividade – Protegendo o Rio”, nos dias 20 a 26 de maio, no Fórum Viseu – (2018.19)
  • Comemoração do Dia da Biodiversidade – Abraço ao Rio – no Espalho de Água – Campo de Viriato, 20 maio – (2018.20)
  • 35 Ações de Promoção da educação da poupança e financeira – Clube das Moedas (2017.18 + 2018.19)
  • Criação do Jogo Clube das Moedas (2018.19)
  • 25 Visitas aos museus da Cidade em torno do Projeto Xadrez nas Escolas e nos Museus (2018.19)
  • Produção de materiais didáticos de Passa a Palavra – O Património é nosso (2018.19)
  • Incrementar a Produção de materiais didáticos de Passa a Palavra – O Património é nosso (2019.20)
  • Desenvolvimento e acompanhamento de projetos nas escolas 7 envolvidas no Projeto Passa a Palavra – O Património é nosso (2018.19)
  • Desenvolvimento e acompanhamento de projetos nas escolas 13 envolvidas no Projeto Passa a Palavra – O Património é nosso (2019.20)
  • Congresso “Educação Patrimonial e Comunidades: (trans)formações e   (re)criações” – (2018.19)
  • Oficina de Formação de Professores e Educadores “Passa Palavra!”: LivinLabEducação Patrimonial de Conservação Preventiva (2018.19)
  • Curso On-line de Acesso Aberto (Massive Oo-line Open Course_MOOC) Projeto Passa a Palavra – O Património é nosso (2019.20)
  • 8 Exposição finais dos trabalhos desenvolvidos nas escolas (2018.19)
  • 10 Exposições finais dos trabalhos desenvolvidos nas escolas (2019.18)
  • 84 Visitas aos Fornos Comunitário de Santos Evos – Põe as Mãos na Massa – (2017.18 + 2018.19)
  • Criação da Equipa das Psicólogas Escolares do Concelho de Viseu – (2017.18)
  • Organização do Seminário Olhares sobre o Bullying da Avaliação à intervenção, 24 de fevereiro de 2018, em Viseu – (2017.18)

RESULTADOS ESPERADOS/OBTIDOS

  • 404 alunos do 1º CEB participaram no Projeto de Educação patrimonial – Passa a Palavra
  • Criação duma página web de apoio: viseueducapepa.wordpress.com
  • 500 alunos do 1º CEB visitaram os museus da cidades em torno do Projeto Xadrez nas Escolas e nos Museus
  • Publicação do livro “Xadrez em Viseu” – 3 histórias em torno do Xadrez e Museus
  • 5000 alunos realizaram o rastreio da Visão e Daltonismo
  • Produção de um Relatório Referencial do Daltonismo no Concelho de Viseu;
  • 6 Bibliotecas das Escolas Básicas e 1 de uma Escola Secundária têm Código Color ADD – Bibliotecas Inclusivas Color ADD
  • 1873 alunos dos todos os níveis de ensino usufruem do código Color ADD nas Bibliotecas das suas escolas
  • 28 alunos com necessidades educativas especiais usufruíram de sessões de natação adaptada
  • 1385 alunos do pré-escolar e 1º CEB e 442 docentes e funcionários abraçaram o Rio Paiva no Dia da Biodiversidade
  • 1800 alunos do 1º CEB participaram no Projeto “Põe as mãos na Massa”
  • 875 alunos jogaram ao Jogo Clube das Moedas
  • Realização de Estudos de Caso sobre o Gosto pala Escola; Agressões em Contexto Escolar; Indicadores de Saúde e Rotinas
  • Clarificação e diferenciação dos conceitos de bullying e de conflito entre pares
  • Envolvimento da comunidade educativa no conhecimento sobre a problemática do bullying e da agressão em contexto escolar, através da apresentação e divulgação de dados, estudos e conclusões numa ótica científica- 449 participantes no Seminário Olhares sobre o Bullying
  • Construção de Programas de competências socioemocionais a aplicar nos 4 níveis de escolaridade

Educar para Incluir – A Terapia da Fala e o Sucesso Educativo

Educar para Incluir – A Terapia da Fala e o Sucesso Educativo

A Terapia da Fala assume particular relevância dada a estreita relação das competências comunicativas e linguísticas, com a aprendizagem e a interação social. Assim, o presente projeto visou a implementação de apoio em Terapia da Fala a fim de dar resposta aos alunos que necessitam de avaliação e/ou intervenção nesta valência terapêutica e que possam apresentar lacunas a nível da fala, da linguagem (oral e/ou escrita) e da comunicação.

 

OBJETIVOS

  • Promover os pré-requisitos linguísticos que permitem a aquisição das competências académicas formais
  • Facilitar o desenvolvimento de competências linguísticas (semântica, morfologia, sintaxe, fonologia, pragmática) que permitam uma melhor capacidade de compreensão e expressão verbal
  • Proporcionar o desenvolvimento de competências da linguagem escrita, ou seja, da leitura e da escrita
  • Diminuir os problemas de comunicação, linguagem e fala que estejam subjacentes às dificuldades nas aprendizagens
  • Desenvolver as competências comunicativas e de interação social que promovam o ajustamento social e académico

 

PÚBLICO-ALVO

Todos os alunos do Agrupamento que sejam sinalizados, preferencialmente os alunos da educação pré-escolar e do 1º ciclo. Concretamente, no ano letivo 2018/2019 foram apoiados os alunos dos seguintes níveis de ensino:

  • Educação Pré-Escolar: 8 alunos
  • 1º Ciclo: 6 alunos
  • 2º Ciclo: 1 aluno

 

ATIVIDADES OU INICIATIVAS A DESENVOLVER/DESENVOLVIDAS

  • A intervenção do terapeuta da fala, em contexto inclusivo, decorre não só da intervenção direta com o aluno mas, também, da habilitação do ambiente, isto é, da criação de suporte e oportunidades de participação (ex.: estratégias de ensino, atitudes, interação e relacionamentos, produtos e tecnologias de apoio). Neste sentido, as atividades desenvolvidas visaram duas modalidades de apoio: a intervenção direta e a intervenção indireta através dos agentes educativos e familiares.
    • Intervenção Direta: sessões de avaliação em Terapia da Fala; sessões semanais individuais de Terapia da Fala, elaboração de relatórios referentes às avaliações e/ou às intervenções realizadas;
    • Intervenção Indireta: reuniões/consultadoria com a psicóloga, professores e família no sentido de recolher informação sobre as necessidades de intervenção no aluno e de fornecer aos agentes educativos pistas e estratégias de intervenção para facilitar e coadjuvar no processo terapêutico.

 

RESULTADOS ESPERADOS/OBTIDOS

  • Diminuir os problemas de articulação e de fala nos alunos referenciados
  • Diminuir os atrasos de linguagem nos alunos referenciados
  • Melhorar as competências de leitura e de escrita e demais competências académicas nos alunos referenciados
  • Melhorar as aptidões de compreensão e de expressão verbal dos alunos
  • Melhorar as capacidades de comunicação e de interação social

Aprendizagens Inclusivas: Tecnologias e Música – Academia de Música/Artes

Aprendizagens Inclusivas: Tecnologias e Música – Academia de Música/Artes

O presente projeto destina-se a promover o ensino articulado da música para alunos através de atividades e expressões artísticas e culturais, bem como promover a inclusão social através do ensino da mesma, num processo abrangente de educação e comunicação interculturais, criando condições para que os alunos pertencentes a minorias e outros encontrem na escola um lugar de sã convivência e respeito pela diferença.

 

OBJETIVOS

  • Fomentar a formação artística, humana e social do alunos
  • Promover competências musicais e artísticas
  • Proporcionar a interação Academia/Comunidade, através de parcerias com instituições e autarquias;
  • Contribuir para a coesão social, pela otimização da rede escolar e da otimização das infraestruturas existentes
  • Criar condições de promoção da educação, de garantia do acesso de todos à educação e, logo, de elevação dos níveis de escolaridade da população e de uma cidadania inclusiva
  • Realizar um conjunto de atividades diferenciadas que sejam capazes de promover o combate ao abandono escolar, a inclusão social dos intervenientes, que reforcem as relações humanas e potenciem a promoção do sucesso escolar e a integração das minorias

 

PÚBLICO-ALVO

  • Alunos desde o 1º ciclo ao Ensino secundário e profissional
  • Professores desde o 1º ciclo ao Ensino secundário e profissional

 

ATIVIDADES OU INICIATIVAS A DESENVOLVER/DESENVOLVIDAS

  • Aulas de formação musical
  • Aulas de prática instrumental
  • Apresentações musicais públicas para a comunidade e famílias

 

RESULTADOS ESPERADOS/OBTIDOS

  • Melhorar a autoestima e autoconfiança
  • Incentivar o aluno à audição de concertos, recitais e meios audiovisuais, incrementando o gosto pela música
  • Estimular o espírito de iniciativa e do desenvolvimento da criatividade
  • Promover o enriquecimento cultural na região, em relação direta com a transformação dos alunos, de forma a aumentar a sua taxa de aproveitamento, motivação e sucesso escolar

Artes Vivas

ARTES VIVAS

Este projeto inclui três áreas (Programação, Robótica e Xadrez) onde as crianças e jovens poderão experimentar sistemas de Ciência, Tecnologia, Eletrónica (robótica) e Matemática, quer pelo uso de diferentes sistemas, quer pelo contato com as linguagens de programação ou pelas regras de xadrez.

O projeto destina-se à promoção de workshops de atividades científicas e tecnológicas e a motivação das crianças e os jovens para novas aprendizagens.

OBJETIVOS

  • Promover, nos alunos as CTEM (Ciência, Tecnologia, Eletrónica e Matemática) com a Programação, a Robótica ou o Xadrez como áreas de inovação que promovem a aprendizagem baseada em projetos e experiências
  • Valorizar as atividades científicas e tecnológicas como forma de promover o sucesso educativa nestas áreas estratégicas

PÚBLICO-ALVO

  • Alunos e professores do 1º ciclo ao Ensino secundário e profissional

ATIVIDADES OU INICIATIVAS A DESENVOLVER/DESENVOLVIDAS

  • Workshops/aulas extra curriculares de robótica e xadrez
  • Criação do Clube de Robótica e Xadrez
  • Campeonatos intra-turma de Xadrez
  • Campeonato das semi-finais de Xadrez
  • Campeonato das finais de Xadrez

RESULTADOS ESPERADOS/OBTIDOS

  • Aumentar o número de alunos com formação em xadrez e robótica
  • Diminuir o absentismo escolar
  • Reduzir o abandono escolar
  • Aumentar a participação dos encarregados de educação nas atividades educativas

Futuro em Construção

Futuro em Construção

Este projeto visa fornecer ferramentas úteis para a tomada de decisão na escolha dos diversos percursos profissionais que cada aluno tem que fazer após a conclusão do ensino secundário, privilegiando neste âmbito experiências que potenciem o empreendedorismo em atividades que promovam a economia dos produtos endógenos do concelho.

OBJETIVOS

  • Incentivar a fixação dos jovens no concelho
  • Dotar os alunos de ferramentas que possibilitem um melhor acesso ao mercado de trabalho desenvolvendo competências comportamentais e organizacionais

 

PÚBLICO-ALVO

  • Alunos e professores do 3.º ciclo e ensino secundário e profissional

 

ATIVIDADES OU INICIATIVAS DESENVOLVIDAS

  • Orienta o teu potencial
  • Ser empreendedor
  • O ambiente que te rodeia
  • À Procura de trabalho”

RESULTADOS ESPERADOS/OBTIDOS

  • Facilitar o acesso de alunos ao mercado de trabalho
  • Aumentar o número de jovens que trabalham no concelho

Música

Ciências, Tecnologia e Matemática em Mangualde

Este projeto visa a criação de uma “[email protected] CTEM de Mangualde” que permita trabalhar as áreas das Ciências, da Tecnologia, da Engenharia e da Matemática.

Os laboratórios de Ciências irão preparar os alunos para um futuro em que os conhecimentos de robótica, programação e tecnologias serão essenciais.

OBJETIVOS

  • Promover do gosto pela cultura musical
  • Motivar os alunos para a Escola
  • Promover o gosto pela aprendizagem tornando o processo de ensino aprendizagem numa atividade prazerosa para os alunos
  • Desenvolver a cultura musical dos alunos
  • Diminuir as dificuldades de socialização e integração escolar e de aprendizagem
  • Melhorar os resultados escolares, através da aprendizagem da música

 

PÚBLICO-ALVO

  • Professores e alunos de todos os níveis de ensino

 

ATIVIDADES OU INICIATIVAS DESENVOLVIDAS

  • Atividade +Música – visa, prioritariamente, os alunos com dificuldades de aprendizagem e os alunos com Necessidades Educativas. Pretende-se, através da formação e da prática musical (com a criação de grupos instrumentais, vocais ou mistos para apresentações periódicas à comunidade), promover a superação das dificuldades apresentadas
  • Atividade Orquestra HOPE – Pretende-se promover o sucesso escolar, através do ensino especializado da música
  • Intervenção individual com alunos com Necessidades Educativas

 

RESULTADOS ESPERADOS/OBTIDOS

  • Melhorar as taxas de sucesso escolar em Matemática
  • Recuperar precocemente os alunos que denotem dificuldades
  • Promover a utilização de novas ferramentas no âmbito das TIC
  • Fomentar o trabalho interdisciplinar em disciplinas como as de ciências, tecnologias e matemática
  • Incentivar o trabalho de projeto

Inquérito de identificação de necessidades de competências e de formação na região Viseu Dão Lafões

No âmbito da Plataforma de Cooperação Institucional foi criada a Rede da Qualificação e Mercado de Trabalho.

Esta rede de trabalho é desenvolvida em parceria com atores chave da região, no âmbito da qualificação, formação profissional e empregabilidade, nomeadamente, o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), a Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGESTE), Associações Empresariais, Centros de Formação de Professores, Associações de Desenvolvimento Local, Instituições de Ensino Superior, Centros Qualifica e Outras Entidade de Educação-Formação;

Neste âmbito de atuação, desde 2015 que a CIM Viseu Dão Lafões desenvolve o Sistema de Antecipação de Necessidades de Qualificação (SANQ), fazendo um levantamento das necessidades de qualificação intermédias, ou seja, técnicos intermédios, que se foca na formação inicial de dupla certificação de jovens, apresentando anualmente uma rede concertada de cursos profissionais para a região.

Esta experiência permitiu perceber o claro benefício entre o ajuste da oferta de formação/qualificação existente na região e as necessidades reais de qualificações por parte dos empregadores, uma vez que, pessoas qualificadas potenciam o desenvolvimento das entidades / empresas, através da existência de mão-de-obra qualificada o que, consequentemente, potencia a fixação de empregadores na região.

Um a vez que a CIM Viseu Dão Lafões, já desenvolve este trabalho com os jovens em idade escolar, o foco de intervenção do inquérito em apreço, incide sobre a formação contínua de ativos, adultos e jovens, por forma a obter e reforçar o conhecimento sobre as necessidades de competências e de formação para o tecido empregador da região, e construir um instrumento que permita reunir, sistematizar e divulgar informação sobre essas necessidades, no sentido de orientar estrategicamente as intervenções no território em matéria de oferta formativa e de criação e desenvolvimento de oportunidades de qualificação dos ativos, empregados e desempregados, adultos e jovens.

Brevemente apresentaremos os principais resultados do Inquérito!

Pisa For Schools


Pisa for Schools

A Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões tem como objetivo fulcral contribuir para a melhoria do Sucesso Educativo na Região.

A convite da OCDE, esta Comunidade intermunicipal integra, uma vez mais, um projeto piloto no âmbito da Educação – PISA for SCHOOLS.

PISA para as Escolas ou PISA for Schools, é um projeto de capacitação das escolas, que procura a melhoria dos resultados de aprendizagem dos alunos e do seu bem-estar, através da capacitação dos professores, líderes escolares e coordenadores regionais ou nacionais.

Este projeto suporta-se num benchmarking internacional baseado numa escala comum fornecida pelo Programa PISA da OCDE.

Com este projeto vão ser medidas algumas competências dos alunos do nosso território, para que, posteriormente, possamos refletir sobre os resultados e consolidar ou redefinir metodologias do processo ensino/aprendizagem.

Trabalharemos não para construir rankings, mas para obter resultados ao nível de cada uma das escolas, que permitam promover, dinamizar e conduzir a análise, reflexão, discussão e debate dentro das mesmas, com o objetivo da melhoria do desempenho nos resultados de aprendizagem e bem-estar dos alunos.

“A INFORMAÇÃO SOBRE A ESCOLA É DA ESCOLA e PARA a ESCOLA!”

Consulte aqui a apresentação.

Rede de Mediadores Escolares

Rede de Mediadores Escolares

Esta atividade foca-se na capacitação e na promoção do trabalho em rede dos técnicos especializados (mediadores/ equipas multidisciplinares) que, em cada município, apoiam e suportam as intervenções em prol do sucesso educativo nas dimensões relação escola-família-comunidade, trabalho em sala de aula, diferenciação/ inovação pedagógica e ambientes de aprendizagem, prevenção e intervenção precoce, valorização dos percursos educativos e formativos e promoção de aprendizagens não formais e informais.

Pretende-se capacitar esta rede de mediadores, nomeadamente no que respeita às competências transversais na abordagem ao insucesso e abandono escolar, à identificação e prevenção do risco e atuação precoce, à comunicação e trabalho em equipa, à promoção da inovação pedagógica, à utilização de técnicas e ferramentas específicas de mediação com reconhecidos resultados e, entre outros, ao conhecimento do território Viseu Dão Lafões, do sistema de atores e suas dinâmicas. Visa ainda a promoção do trabalho em rede, promovendo e acompanhando comunidades de práticas organizadas nos territórios e garantindo, através da Rede da Educação, o contributo das equipas para os resultados e governação do Plano de Promoção do Sucesso Educativo em Viseu Dão Lafões.

OBJETIVOS

  • Conceber e implementar um programa estruturado de capacitação do conjunto de técnicos, de valências disciplinares e profissionais diversas, que integram as equipas multidisciplinares que apoiam o desenvolvimento do Projeto “Promoção do Sucesso Educativo em Viseu Dão Lafões”, em todos os concelhos.
  • Estimular a atuação inovadora e diferenciada das equipas multidisciplinares, garantindo a articulação com o sistema de atores, a contextualização das intervenções e o contributo para a valorização dos recursos do território;
  • Promover a aproximação das equipas multidisciplinares ao conhecimento e à inovação nos domínios da educação, das práticas pedagógicas, da abordagem integrada às situações-problema, da prevenção do insucesso escolar e do aumento da qualidade do sucesso;
  • Fomentar o trabalho em rede, a formalização e divulgação de boas práticas de mediação escola-família-comunidade e as comunidades de práticas.

PÚBLICO-ALVO

  • Escolas dos 14 municípios
  • Equipas multidisciplinares

ATIVIDADES OU INICIATIVAS A DESENVOLVER/DESENVOLVIDAS

  • Constituição da rede de mediadores escolares – criação de uma rede qualificada e territorialmente contextualizada de equipas multidisciplinares.
  • Capacitação da rede de mediadores escolares.

RESULTADOS ESPERADOS

  • 63 técnicos contratados no âmbito da promoção do sucesso educativo.
  • Apoio direto a centenas de alunos do território de forma a consolidar as dificuldades de aprendizagem.